today-is-a-good-day

HIV: O que é e como prevenir?

aids

Hoje, dia 1º de dezembro, é o Dia Mundial de Combate à Aids, e nada mais justo que abordarmos o HIV aqui no blog. É importante falar sobre essa doença, porque as vezes o silêncio relacionado a ela é o que faz com que pessoas não se previnam.

O que é HIV?

HIV é o Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV é a sigla inglês). Ele é um retrovírus, que nada mais é do que um vírus que possui RNA e uma enzima chamada de transcriptase reversa, que é capaz de transformar a cadeia simples de RNA em uma fita dupla de DNA.

Como esse vírus causa a Aids?

O HIV ataca as células de defesa do organismo, principalmente os linfócitos T-CD4+. Esses glóbulos brancos organizam e comandam as respostas contras os “agressores”. Esse vírus liga-se a um componente da membrana dessa célula, o CD4, e penetra no seu interior para se multiplicar. Dessa forma, o sistema imunológico/de defesa vai pouco a pouco ficando incapaz de dar respostas adequadas, o que torna o corpo cada vez mais vulnerável e exposto a doenças. Esse quadro caracteriza a Aids, um organismo que não consegue combater agentes externos, ou seja, uma pessoa que facilmente fica doente.

aids

Como ocorre a transmissão da Aids?

Vale lembrar que a Aids é uma DST (Doença Sexualmente Transmissível), mas essa não é a única forma de contrair a doença. A transmissão pode ser das seguintes formas:

  • Sexo (vaginal, anal e oral) sem camisinha;
  • Uso de seringa por mais de uma pessoa;
  • Transfusão de sangue contaminado;
  • Da mãe com aids para seu filho durante a gravidez, no parto e na amamentação;
  • Instrumentos que furam ou cortam não esterilizados.

Prevenção:

A principal é usar camisinha em todas as relações sexuais, mas além disso, também há outras, como: utilizar agulhas e seringas descartáveis; não amamentar o bebê em caso de aids e seguir o tratamento durante a gravidez para evitar a contaminação do bebê ; usar luvas em caso de manipular feridas ou líquidos corporais.

É importante também esclarecer algumas formas de transmissão que são falsamente propagadas e apenas contribuem para o preconceito que os indivíduos soropositivos sofrem. Então vamos quebrar esses mitos e tabus, deixando claro que a aids não é transmitida por meio de:

  • Sexo desde que se use corretamente a camisinha;
  • Masturbação a dois;
  • Beijo no rosto ou na boca;
  • Suor e lágrima;
  • Picada de inseto;
  • Aperto de mão ou abraço;
  • Sabonete/toalha/lençóis;
  • Talheres/copos;
  • Assento de ônibus;
  • Piscina;
  • Banheiro;
  • Doação de sangue;
  • Pelo ar.

Dados alarmantes sobre Brasil e a Aids:

De acordo com a Unaids, a agência das Nações Unidas (ONU) especializada na epidemia, o Brasil contrasta com a média mundial e registra, entre 2010 e 2018, um aumento no número de novas infecções por HIV. Esses dados registraram um aumento de 21% no número de novos casos em oito anos. O aumento fez com que a América Latina registrasse, aproximadamente, um incremento de 7% nos novos casos de aids na região entre 2010 e 2018.

Para conferir os dados da UNAIDS, clique aqui. Para ler mais sobre esse alarme acerca do Brasil e os casos de Aids, clique aqui.

No dia de hoje, é importante saber sobre essa doença e tentar quebrar os tabus que a rodeiam. A luta contra a Aids é difícil por não se ter uma cura ainda, apenas um tratamento. Mas com o avanço da medicina, da biologia e dos conhecimentos genéticos e sobre os retrovírus, cada vez mais acredita-se estar próximo a uma solução, por isso nunca podemos perder a esperança. Entretanto, é importante se informar e se prevenir contra o HIV!

Confira um episódio de nosso Podcast onde também abordamos esse assunto. Clique aqui para ouvir direto no Spotify.

Gostou? Para ler mais matérias do blog, clique aqui.

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp