Notícias

Dica de Português: Figuras de Sintaxe
25/05/2018

Dica de Português: Figuras de Sintaxe

Para modificar a forma usual de escrita de alguns textos, nos apropriamos de alguns recursos da língua, como a inversão de termos, supressão de alguns deles ou repetição intencional de palavras, por exemplo. Esses recursos são chamados de figuras de sintaxe, e iremos explorá-las abaixo, para que durante as leituras a partir deste post, você saiba identificá-las. Confira! ;)

  • ZEUGMA

É a omissão de um termo que já foi expresso anteriormente, em outra oração.
Exemplo: “A mídia deve informar. O governo, investir.”
Perceba que o verbo “deve” foi omitido. Esse é o fenômeno zeugma.

  • ELIPSE

É a omissão de termos que são facilmente subentendidos por meio do contexto.
Exemplo: “Na reunião, apenas os moradores mais antigos.”
Sabemos “havia” na reunião apenas os moradores mais antigos. A palavra é completamente optativa na frase.

  • POLISSÍNDETO

É o uso repetitivo de uma conjunção ou conectivo, para enfatizar uma ideia de acréscimo ou de sucessão de fatos.
Exemplo: “Não trabalhava mais, nem comia, nem sorria, nem saía para conversar.”

  • ASSÍNDETO
    Trata-se da omissão das conjunções coordenativas na oração.
    Exemplo: “Foi para a rodoviária, comprou a passagem, viajou.”
    Omite-se a conjunção “e” antes de “viajou”.
  • PLEONASMO

Repetição, com outras palavras, de uma mesma ideia. Há os pleonasmos literários, cuja licença poética permite seu propósito. Mas há os que são chamados “viciosos”.
Exemplo: “O filme era baseado em fatos reais.”
Se são fatos, são reais!

  • INVERSÃO
    Inversão da ordem normal das palavras na oração, muitas vezes com o propósito de destacar uma ideia.
    Exemplo: “Lentos estavam os alunos naquela aula.”
    Usualmente diríamos que “os alunos estavam lentos naquela aula”. Houve, portanto, a inversão.
  • SILEPSE
    É uma concordância ideológica, em que uma palavra não concorda gramaticalmente com outra para que se atenha ao sentido que ela traz. Entenda abaixo:
    Exemplo: “Recife está cheia de turistas.”
    Recife é um substantivo masculino, mas o adjetivo “cheia” está concordando com “cidade”. Trata-se de silepse de gênero.

Gostou? Dicas gramaticais são sempre importantes para aprimorarmos nossa capacidade de escrever bem! Veja mais dicas de português clicando AQUI.

Bons estudos e até a próxima! ;)