Revisão para o Enem: 8 dicas estratégicas para mandar bem

8 dicas estratégicas de revisão para mandar bem no Enem

revisão: livros abertos sobre uma mesa.

Faltam apenas alguns meses para o Enem, né? Você já pensou em como vai fazer a revisão de todos os conteúdos estudados? É comum que, com a grande quantidade de matérias e assuntos cobrados no exame, o estudante se esqueça de alguns detalhes ou pontos específicos que foram vistos anteriormente. 

Por isso, ao incluir no cronograma de estudos horários dedicados à revisão de conteúdos já tratados, você terá uma estratégia interessante para fixar bem um determinado assunto e, consequentemente, mandar bem na prova. 

Pensando nisso, nós do QG do Enem separamos 8 dicas de revisão estratégica para te ajudar a alcançar a tão sonhada aprovação. Confira! 

8 dicas estratégicas de como fazer revisão para o Enem

1. Se organize 

Essa primeira dica pode parecer bem clichê, mas ela salva vidas! Antes de implementar algo novo em sua rotina de estudos, é importante organizar e analisar o que já está sendo feito. 

Logo, liste todos os conteúdos que já foram estudados desde o início do ano, pontue quais você já não lembra mais com tanta precisão e com quais você tem mais facilidade ou dificuldade. 

Com isso, você terá uma noção mais ampla do que precisa ser revisado. E, de acordo com os assuntos de maior ou menor dificuldade, quantas vezes aquele tópico terá que ser revisto. 

Após essa etapa, organize o seu local físico de estudos! Isso é sempre importante para manter a ordem, o foco e a otimização do seu aprendizado

2. Defina como fará as revisões

Uma revisão para o Enem pode ser feita de diversas maneiras. Em forma de resumo em papel sulfite, em resumos pelo computador, através de gráficos e imagens, fichas, post its ou até mesmo por vídeo. 

Aqui, é interessante encontrar a forma com que mais se adapta a sua forma de aprender. Encontrar a maneira correta de fazer a revisão vai te ajudar a absorver melhor o conteúdo que está sendo revisado. 

3. Conheça a prova 

No Enem, é comum que alguns assuntos sejam mais recorrentes que outros. Isto é, em cada área do conhecimento (Linguagens e suas Tecnologias, Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas) existem assuntos que normalmente estão presentes no exame todos os anos. 

Dessa forma, liste quais são esses conteúdos, pois, como são mais recorrentes, será válido revisá-los com maior frequência e, principalmente, nas vésperas da prova. 

4. Faça exercícios 

A revisão vai muito além de apenas ler um breve resumo de todo o conteúdo. Muitas vezes, esse método não é eficaz, pois, na releitura de tópicos precisos e nos principais pontos daquele assunto, pode acabar passando algum detalhe importante ou complementar ao assunto. 

Dessa forma, é comum estudantes saberem toda a teoria, mas não conseguirem colocar em prática o que foi estudado. Por isso, a dica é: quando for recapitular a matéria em seus resumos, tabelas, mapas mentais ou qualquer outro material que você utiliza para a revisão, sempre faça alguns exercícios

Assim, além de estar relembrando a teoria, você também vai exercitar a sua capacidade de colocar o assunto em prática. 

5. Assista “aulões” 

Para quem ainda não terminou o colegial ou está fazendo cursinho preparatório para o Enem, é comum que essas instituições forneçam, nas vésperas do exame, “aulões” de diversas matérias. Esses “aulões” funcionam como grandes revisões de conteúdos mais importantes e habituais de uma prova. 

Para quem estuda sozinho, não se preocupe, há muitas plataformas de ensino que fazem “aulões” com professores excelentes e, normalmente, disponibilizam gratuitamente no Youtube

6. Faça simulados 

Outra forma de revisão super válida é, de tempos em tempos, realizar um simulado. Eles funcionam como uma espécie de diagnóstico que te ajuda a perceber em quais pontos você está indo bem e em quais precisa melhorar. 

Com a realização das questões do simulado, você também já consegue fazer uma revisão prática de tudo o que foi estudado até então. Após um período de tempo, em que terá sido estudado mais outra leva de assuntos, realize outro simulado com questões variadas, e assim por diante. 

7. Faça revisão da redação 

Muitos estudantes fazem revisão de todos os conteúdos exigidos nas 4 provas mencionadas, mas esquecem a redação. Apesar de ser uma etapa da prova que se aprende e evolui através da prática e muito treino, existem algumas coisas importantes que devem ser revisadas e lembradas sempre que possível. 

Por exemplo, as competências da redação Enem. Tê-las em mente na hora da prova vai ajudar muitos a estruturar o seu texto e se atentar a diversos detalhes na escrita. Dessa forma, você pode fazer fichas ou escrever em post its as 5 competências para revisá-las de vez em quando. Isso também pode ser feito com algumas citações, alusões históricas e os aspectos do texto dissertativo-argumentativo.

8. Reveja aulas 

Pode acontecer de, na hora em que você for revisar algum conteúdo, perceber que não lembra mais de nada. Relaxa, isso é mais normal do que parece!

Para isso, é válido reassistir às aulas mais importantes ou dos conteúdos que você possui maior dificuldade. No Youtube são disponibilizados inúmeros vídeo aulas gratuitas.

Agora que você já sabe quais são as dicas estratégicas de revisão, que tal dar continuidade ao seu estudo com o nosso próximo artigo com dicas de como desacumular matéria atrasada?

Compartilhar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp